Bebê de um ano se afoga em bacia de água e morre em Campos-RJ

Um bebê de um ano e sete meses morreu em Barcelos após sofrer uma afogamento em uma bacia no quintal da localidade de Campo Novo, distrito de Campos dos Goytacazes, por volta das 10h30 deste sábado 20.

De acordo com informações da polícia, a criança que foi identificada apenas como Rafael estava em casa com a mãe quando teria mergulhado em uma bacia grande com água. A mãe ao perceber que o filho mergulhou no balde, o retirou e levou imediatamente para o Posto de Saúde de Barcelos, mas a criança não resistiu e morreu minutos depois de entrar na unidade de saúde.

A equipe de Perícia Técnica e Científica esteve na residência da vítima. O corpo de Rafael foi removido pelo rabecão do Corpo de Bombeiros Militar e levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Campos, onde passará por necrópsia e logo liberado para sepultamento.

O afogamento foi registrado na 145ª Delegacia de Polícia de São João da Barra.

Outro caso
Um outro bebê de apenas um mês, morreu dormindo na manhã deste sábado, 20/02/16, localidade de Campelo, distrito de Campos.

Segundo informações da polícia, o bebê de um mês, identificado como Victor Hugo Monteiro, estava dormindo quando sua mãe, que não teve o nome divulgado, quando ao acordar por volta das 5h para amamentar o seu filho, percebeu que o menino não apresentava sinais vitais. O bebê morava com sua mãe na localidade de Campelo.
A mãe imediatamente saiu de casa e foi até o Posto Médico de Travessão, mas chegando ao local, foi constatado que Victor Hugo já estava sem vida. As causas da morte só serão divulgadas após exame de necropsia.
O caso foi registrado na 146ª Delegacia de Polícia de Guarus.

Fonte: ParaHybano
http://www.parahybano.com.br/site/bebe-de-um-ano-se-afoga-em-campo-novo-e-morre-no-pu-de-barcelos-em-sjb/

AFOGAMENTOS ACONTECEM ATÉ EM UMA BACIA D’ ÁGUA.
As vitimas são crianças de 1 a 4 anos, e sempre dentro ou ao redor de casa. 170 crianças morrem desta forma por ano no Brasil.
As medidas para evitar são simples.
1. Atenção 100% no seu filho a distância de um braço quando próximo a qualquer espelho de água.
2. Acesso restrito a piscina, banheiros, caixas de água ou qualquer vasilhame com água.
3. E se tudo falhar é importante saber como agir em emergências aquáticas.

PREVENIR É SALVAR!

Dr David Szpilman

Dr David Szpilman

Dr David Szpilman - Sócio Fundador, Ex-Presidente, Ex-Diretor Médico e atual Secreatário-Geral da SOBRASA; Ten Cel Médico RR do CBMERJ; Médico do Município do Rio de Janeiro; Membro do Conselho Médico e Prevenção da International Lifesaving Federation - ILS; Membro da Câmara Técnica de Medicina Desportiva do CREMERJ. www.szpilman.com