Afogamento Grau 6 – quais as chances?

ACONTECEU NO DOMINGO PASSADO (09/02/14)

Afogamento grau 6 atendido no Rio de Janeiro com 50 minutos de fundo em água gelada (18C) e tentado a ressuscitação no CRA por mais de 1 hora sem sucesso.

As chances neste tipo de grau 6 são de 7 a 11% (sobrevida sem sequelas) para casos com 5 a 15 minutos de submersão.
Neste caso (50 minutos de fundo) as chances são muito mais reduzidas, talvez beirando 1%.

Vale a pena tentar?

Sim vale a pena pois existem alguns casos de sucesso descritos na literatura médica.

QUANDO INICIAR AS MANOBRAS DE RCP EM AFOGAMENTO?
Inicie a RCP em:
1. Todos com um tempo de submersão inferior a 1 hora.
2. Todos que não apresentem um dos sinais abaixos;
· Rigidez cadavérica
· Decomposição corporal
· Presença de livores

QUANDO PARAR AS MANOBRAS DE RCP EM AFOGAMENTO ?
10 – Se houver resposta a RCP, ou;
20 – Em caso de exaustão do guarda-vidas, ou;
30 – Ao entregar o afogado a uma equipe médica.

Para o ACLS: Só parar a RCP com a vítima em assistolia SEM hipotermia

O melhor local para proceder a RCP é no local do ocorrido. Ou seja leva-se a sala de trauma ao paciente e não o paciente ao hospital.

PREVENÇÃO É A MELHOR ABORDAGEM DE TODAS!

Dr David Szpilman

Dr David Szpilman

Dr David Szpilman - Sócio Fundador, Ex-Presidente, Ex-Diretor Médico e atual Secreatário-Geral da SOBRASA; Ten Cel Médico RR do CBMERJ; Médico do Município do Rio de Janeiro; Membro do Conselho Médico e Prevenção da International Lifesaving Federation - ILS; Membro da Câmara Técnica de Medicina Desportiva do CREMERJ. www.szpilman.com