No ano de 2014, 500 mil pessoas irão morrer afogadas no mundo, 6.500 no Brasil.

World Conference on Drowning Prevention 2013 (WCDP 2013)

POTSDAM – ALEMANHA

Quem não se sensibiliza com uma tragédia como esta? Todos nós, mas o fato é que por ano cerca de 500 mil pessoas morrem afogadas em todo mundo. Mais de dez milhões de crianças entre 1 e 14 anos são internadas vítimas de afogamento anualmente e, destas, uma a cada 35 hospitalizações chega ao óbito.

É importante compreendermos que o afogamento, dentre todos os traumas, é o mais impactante e felizmente um dos mais beneficiados pela possibilidade de prevenção. De acordo com a “International lifesaving Federation-ILSF”, diferente de outras doenças a prevenção não pode ser realizada por vacina e nem detectada por alguma pré-disposição genética, mas com muita educação sobre os riscos perfeitamente evitáveis presentes em áreas aquáticas. Uma das ações mais positivas é a supervisão constante dos pais com seus filhos quando perto de espelhos d´água, mesmo na presença de um guarda-vidas. Segundo o Dr David Szpilman, um dos maiores desafios que temos a enfrentar para transmitir estas mensagens de prevenção é conhecer o perfil do afogamento na área que iremos aplicar as medidas e então tentar entender como convencer esta população de que o afogamento é uma possibilidade real e que invariavelmente leva a morte de crianças.

Este foi o tema principal da “Conferencia Mundial em Prevenção de Afogamento” que ocorreu em Potsdam, Alemanha, em sua quinta versão internacional (eventos anteriores, ocorreram em San Diego, Amsterdam, Porto e Danang).

Especialistas, médicos, guarda-vidas, oceanógrafos, pesquisadores, biólogos, educadores, epidemiologistas, Bombeiros e Militares da Marinha entre outros, de 56 países estavam presentes no evento colaborando para entender as melhores formas de prevenir e tratar os casos de afogamento e desta forma unir forças para reversão deste flagelo mundial anual. Participaram ativamente organizações como OMS, UNICEFF, TASC, ILCOR, AHA, ERC, Cruz Vermelha Internacional e muitos outros.

O evento não se restringiu aos 3 dias de conferencias e workshops, mas se iniciou 3 dias antes com diversos assuntos, reuniões e comitês sobre diversos assuntos.

O primeiro e um dos mais importantes na área médica foi o “Utstein Drowning guidelines meeting” que é um processo de consenso, endossado pela comunidade internacional em ressuscitação ou seja propõe e define quais variáveis são importantes de coletar dados em situações de ressuscitação de forma que possamos comparar diferentes centros e dados em pesquisas. Este tipo de reunião ocorreu pela primeira vez em 1991, na Noruega, na cidade de “Utstein Abbey” para casos de RCP em geral. Para casos de afogamento este foi o segundo encontro, sendo o primeiro em 2002, na cidade de Amsterdam. A reunião ocorreu através de convite a 22 especialistas médicos e guarda-vidas de 16 países diferentes (Alemanha, Austrália, Brasil, Canadá, Dinamarca, EUA, Holanda, Inglaterra, Japão, Nova Zelândia, Itália, Suécia entre outros), e com a participação de ILCOR, ERC, AHA, CDC, ARC e Fundação Inter-Americana de Coração (Brasil). Pelo Brasil estiveram presentes a reunião que se entendeu por todo dia, o Capitão Luiz “Dunga” Morizot, Brasileiro formado guarda-vidas no Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro, e atualmente coordenador responsável pelo serviço de salvamento de “Miami-Dade County – EUA” e o Dr David Szpilman. O resultado desta reunião será publicado em breve nas 2 revistas de maior fator de impacto na área de ressuscitação, a “Resuscitation” e a “Circulation”.

LEIA TODA MATÉRIA

Matéria REVISTA DE EMERGÊNCIA

A seguir os trabalhos brasileiros apresentados no WCDP 2013
1) David Szpilman, Bo Løfgren, Jonathon Webber, Linda Quan, Joost Bierens, Luiz Morizot-Leite, and Stephen J. Langendorfer. DROWNING CHAIN OF SURVIVAL – Workshop – World Conference on Drowning Prevention, Potsdam – Germany 2013, Book of Abstracts, P123. www.wcdp2013.org
2) David Szpilman. DROWNING IN BRAZIL – A profile of quarter of million deaths in 32 Years (1976-2010) – World Conference on Drowning Prevention, Potsdam – Germany 2013, Book of Abstracts, P257. www.wcdp2013.org
3) David Szpilman & Stathis Avramidis. VIDEO SURVEY ON PEOPLE’S PERCEPTIONS ABOUT THE MOST IMPACTING MESSAGES THAT RAISE AWARENESS AND CHANGE ATTITUDE AGAINST DROWNING – World Conference on Drowning Prevention, Potsdam – Germany 2013, Book of Abstracts, P78. www.wcdp2013.org Um dos maiores desafios que nós SEMEADORES DA PREVENÇÃO enfrentamos em nosso dia-a-dia como guarda-vidas é como convencer ou transmitir a mensagem de que a possibilidade de um afogamento e com isto a morte é um fato REAL. O que falar ou mostrar as pessoas de forma a faze-las entender o risco que correm. Este trabalho Brasil/Grécia apresentado na Alemanha fala sobre este desafio e as melhores ferramentas para tal.
4) David Szpilman. FOUR CHILDREN BELOW 14 YEARS-OLD DIE EVERY DAY BY DROWNING IN BRAZIL: HOW ARE WE FIGHTING AGAINST THIS CATASTROPHE? – World Conference on Drowning Prevention, Potsdam – Germany 2013, Book of Abstracts, P65. www.wcdp2013.org
5) David Szpilman, Joel Prates Pedroso, Onir Mocellin, Edemilson de Barros, Evaldo Cerqueira, Carlos Eduardo Smicelato, Márcio Morato, Jefferson Vilela, Nuno Leitão, Alexandre da Silva, Antônio Schinda, Luiz Monteiro da Silva Júnior, Mario Luiz Pereira Verdini, Fabio Braga, Jorge, Alexandre Cerqueira, Rômulo C. Sales, André Ferraz, João Henrique de Medeiros, Walmir Magalhães de Salles, Romeu Bruno, João Batista da Rosa Nunes, Waldeci Gouveia, Antunes Neves, Marcelo Barros de Vaconcellos, Roberto do Canto Wilkoszynski, Romero Nunes Silva Filho, Ricardo Antoniazzi Pellicioni, Paulo Moreira Goulart, Alex Souza Alves, Luís Krüger, José Marcio, Salvador Alves Diniz Filho, Gabriel Lyrio, João José da Silva Júnior, Danielli Braga de Mello, Antonio Carlos Marques Gundim, Erik Francisco S. de Oliveira, Vitor Puato de Almeida, Everton da Silva Tusi, Marcio Barros de Vasconcellos, Miguel Rosário do Nascimento, Jose Maria Andrade Filho, Diego Renier da Luz Cananhede, Arthur Tibério de Lacerda Vieira, Oswaldo Tavares Pacheco, Josef Patrick Novak da Cunha, Rodrigo Thadeu de Araújo, Karina Oliani, Zezé Villela, João Perusso, Paulo André da Silva Barroso. An impacting tools to reduce drowning among children in schools – The Use Of Fresh Water Drowning Prevention Video, A Comic Book, A Refrigerator Magnet And A Comic Character Of 2m Tall Named Kim (The Crab) – World Conference on Drowning Prevention, Potsdam – Germany 2013, Book of Abstracts, P66. www.wcdp2013.org
6) Paulo Nunes Costa Filho, Marcos Tadeu de Almeida , Carlos Araújo Marques, Marcelo Pinheiro de Oliveira, Fábio Braga Martins, João Paulo Menezes dos Santos, David Szpilman, Alexandre Palma – ACUTE STRETCHES AT THE PERFORMANCE OF 25 METERS SWIMMING CRAWL IN STYLE ON LIFEGUARDS – World Conference on Drowning Prevention, Potsdam – Germany 2013, Book of Abstracts, P138. www.wcdp2013.org
7) Antonio Schinda, David Szpilman, Edemilson de Barros, Roberto Antonio Deitos. DROWNING: a silent fatal endemic in Parana state predominantly by youth in freshwater – World Conference on Drowning Prevention, Potsdam – Germany 2013, Book of Abstracts, P272. www.wcdp2013.org
8) David Szpilman and Roberto Barcala-Furelos. A WATER RESCUE CONTROLLED TRIAL: What is the best rescue equipment for a lifeguard to use based on different surf/water conditions? – World Conference on Drowning Prevention, Potsdam – Germany 2013, Book of Abstracts, P183. www.wcdp2013.org

 

Dr David Szpilman

Dr David Szpilman

Dr David Szpilman - Sócio Fundador, Ex-Presidente, Ex-Diretor Médico e atual Secreatário-Geral da SOBRASA; Ten Cel Médico RR do CBMERJ; Médico do Município do Rio de Janeiro; Membro do Conselho Médico e Prevenção da International Lifesaving Federation - ILS; Membro da Câmara Técnica de Medicina Desportiva do CREMERJ. www.szpilman.com