Surf-salva – Quantas vidas você já salvou surfando em Fernando de Noronha?

Embora na maioria das vezes sem nenhum treinamento, o surfista acaba se envolvendo em salvamentos, que em sua grande maioria são bem sucedidos, podendo eventualmente ter um fim trágico para ambos.

A proposta do curso Surf-salva é simples e ambiciosa – ensinar as formas de prevenção e salvamento com prancha, e tratar os casos de afogamento até o profissional guarda-vidas e/ou o socorro médico chegar.

Esta edição aconteceu em um lugar mágico – FERNANDO DE NORONHA e com surfistas da elite Brasileira. Foi na primeira semana de Junho, com um visual incrível e dias inimagináveis de ondas perfeitas na Cacimba do Padre, na companhia dos melhores guarda-vidas, fotografos, surfistas e amigos, e onde as ondas perfeitas com águas tipo vidro de tão cristalina quase se encostam ao verde deslumbrante de tons que deixa qualquer um em altíssimo astral. Faltou você é claro!

Organizado pela Administração da Ilha de Noronha com apoio da Secretaria de Saúde de Pernambuco e coordenado pela Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático – SOBRASA – realizou-se mais um Curso da Equipe Surf-salva Brasil. Desta vez com um público dos mais privilegiado onde só tinha “gente com escama” que era só interesse em aprender, enquanto a didática e o conteúdo eram de qualidade inédita e de primeiro mundo, a dar inveja aos cursos realizados na Austrália e no Hawaii.

O Dr Szpilman explica: “Em 2013 no Brasil, 6.000 pessoas morreram afogadas em praias, piscinas, rios, lagos, e até em pequenas poças de água. O afogamento é a segunda causa de morte na faixa etária entre 1 e 9 anos de idade. A nossa preocupação é reduzir estes números contando com todas as armas que possamos utilizar. O surf-salva é uma das mais poderosas formas de ajudar. O curso tem conteúdo teórico e prático de quem conhece e está na praia todos os dias salvando e aplicando os primeiros socorros, e é realizado em linguagem simples e fácil de ser transmitida.
Nosso objetivo foi ensinar aos surfistas, que estão todos os dias nas praias de nosso litoral junto com os guarda-vidas, as formas de prevenir o afogamento e caso este falhe, ajudar a salvar e a aplicar o suporte básico de vida, sem que para isto se torne uma vítima da situação. Desta forma podemos passar este aprendizado a outros, multiplicando o conhecimento, resultando em milhares de vidas salvas em nosso país. É uma das formas mais efetivas de redução do número de pessoas que morrem afogadas.

Quanto à questão de o surfista encarar esta situação de emergência e seu relacionamento com os guarda-vidas as pesquisas mostram que, 51% dos surfistas já presenciaram alguém morrendo na praia, 74% já participou de algum salvamento, 32% refere medo por não ter conhecimento de primeiros socorros, 46% já teve a oportunidade de ajudar um guarda-vidas, e 84% gostaria de participar de algum curso de primeiros socorros para afogamento. Já do lado dos guarda-vidas, 41% já foi auxiliado alguma vez por um surfista, e 84% acredita que o surfista possa realizar um salvamento.

Segundo Szpilman “a união destes dois amantes do mar formam uma parceria incrível nas praias, e é isto que queremos”.

Estavam lá aprendendo a salvar e ensinando que todos temos a aprender, o guarda-vidas Joel Alves, o Fotografo e guarda-vidas Luciano CABAL, o surfista de peito Henrique Pistilli (homem peixe), o surfista Kalunga e outras feras. Todos com pelo menos uma interessante história de salvamento para contar, o que enriqueceu de forma prática todo curso.

Entusiasta deste projeto, criado pelo Surfista Rico e pelo guarda-vidas Neil em 1982, o Dr Szpilman é surfista há mais de 35 anos e freqüenta as praias da Barra e Recreio diariamente, e afirma: “depois que você faz o curso nunca mais vai a praia do mesmo jeito, você passa a ficar observando as correntes de retorno (valas) na procura por alguém que possa estar precisando de seu auxílio”.

Veja resumidamente o que rolou no curso:
1. Dados sobre os afogamentos no Brasil e no mundo
2. Prevenção durante o surf e com outros surfistas
3. Geografia da corrente de retorno na areia e demonstração.
4. Reconhecimento de afogados na praia, antes de entrar na água e dentro da água
5. Sinalização gestual de praia.
6. Vítima consciente – Entrada, aproximação, abordagem, reboque e transporte à areia.
7. Vítima Inconsciente – Entrada, aproximação, abordagem, boca-a-boca dentro da água, reboque e transporte à areia.
8. Posição para os primeiros socorros
9. Pratica em manequins
10. Posição lateral de segurança
11. Duvidas e Encerramento

Aqui vão algumas dicas básicas do curso:
1. Ao se aproximar do afogado use sempre a prancha entre você e a vítima. Lembre-se que o desespero dele por uma “tábua da salvação” pode levá-lo junto ao afogamento. Não arrisque sua vida.
2. Tenha sempre calma, e peça calma ao afogado.
3. Ao colocá-lo em cima da prancha, não se arrisque tentando pegar uma onda. Às vezes é melhor acalmar a situação indo para o “outside” e esperando o guarda-vidas chegar em seu auxílio.
4. Sempre que possível peça ajuda do profissional guarda-vidas.

O propósito do curso não é formar profissionais em salvamento e sim contribuir com a redução de afogamentos, onde toda a sociedade tem papel e responsabilidade de ajudar.

Ao final todos ficaram super entusiasmados com a idéia de um dia salvar alguém e ter conhecimento para enfrentar uma das situações mais difíceis – ter a vida de outro ser humano nas mãos e saber como salva-lo.

Agradecimentos a Coordenadora de Saúde Rebeca Dias, Sandra Cadengue, Dr Lucas Gadioli e seu time de excelentes profissionais da saúde, alem do Maj Ivanio e TC Reimine do Corpo de Bombeiros de Pernambuco que com seu conhecimento abrilhantaram as aulas.

Convidamos a visitar nossa web em www.SOBRASA.org e inteirar-se com todo trabalho preventivo desenvolvido durante estes últimos 20 anos.
Quem quiser mais informações sobre o curso veja em https://sobrasa.org/surf-salva/

Não percam os próximos cursos no Rio de Janeiro, com inscrição gratuita no local.
Dia 2 de Julho – No Ecolounge – Barra da Tijuca – 8 as 12h.
Dia 15 de Julho – CADES – Recreio dos Bandeirantes – 8 as 12h.

Crédito das fotos: fotógrafo Luciano Cabal

Mais informações:
Dr David Szpilman – <SOBRASA@SOBRASA.org> www.SOBRASA.org
Facebook Instagram
https://www.facebook.com/SOBRASABrasil https://www.instagram.com/SOBRASA/

Aprenda em 15 minutos nesta vídeo aula

Dr David Szpilman

Dr David Szpilman

Dr David Szpilman - Sócio Fundador, Ex-Presidente, Ex-Diretor Médico e atual Secretário-Geral da SOBRASA; Ten Cel Médico RR do CBMERJ; Médico do Município do Rio de Janeiro; Membro do Conselho Médico e Prevenção da International Lifesaving Federation - ILS; Membro da Câmara Técnica de Medicina Desportiva do CREMERJ. www.szpilman.com